Movimentando 165
NÚMERO 167-MAIO 2020

Matéria 01 de 08

EDITORIAL - FÓRUM NACIONAL DE SECRETÁRIOS E DIRIGENTES PÚBLICOS DE MOBILIDADE URBANA

Na 96ª Reunião do Fórum Nacional de Secretários de Mobilidade Urbana, em videoconferência, diretor do Instituto MDT alerta sobre degradação do transporte público e quebra-quebras

O diretor nacional do Instituto MDT, Nazareno Affonso, participou no dia 12 de maio de 2020 da 96ª Reunião do Fórum Nacional de Secretários e Dirigentes Públicos de Mobilidade Urbana. Pela primeira vez em 30 anos de história uma reunião ordinária do Fórum Nacional teve caráter virtual, organizada como videoconferência, que poderá ser vista na íntegra a partir de link ao final desta matéria.

Para orientar o acompanhamento da gravação, é apresentado na parte final deste texto um roteiro indicativo dos expositores principais e o exato momento da gravação em que começam seus respectivos pronunciamentos. O encontro teve mais de duas horas e meia de transmissão.

RISCOS DE APAGÃO E DEGRADAÇÃO

O ponto central do encontro foi o risco que correm os sistemas de transporte público no país em razão da queda de demanda nos sistemas, da obrigatoriedade de que os serviços sejam oferecidos em proporção muito acima da demanda e, sobretudo, a demora – e, mais do que isso, a falta de perspectiva – da vinda de recursos emergenciais para socorrer o setor até que a volta da normalidade ou o início da nova normalidade.

Sobre esse aspecto, Nazareno Affonso – que presidiu o Fórum Nacional por um mandato nos anos 1990 – fez um alerta, afirmando que o risco de apagão e a tendência de rápida degradação dos sistemas de transporte poderão suscitar ondas de violência contra os sistemas, o que acabará prejudicando a parcela mais pobre da população, que é justamente a que depende dos serviços públicos de transporte nas cidades.

Nazareno Affonso acompanhou todos os debates e fez uma série de indicações e sugestões pelo sistema de chat da videoconferência. No final, fez uma avaliação muito positiva do encontro, enaltecendo a qualidade das contribuições e dos debates. “Sugeri que todos os principais pontos deste debate sejam sistematizados em um documento que sirva de diretriz para todos os secretários neste momento difícil que estamos atravessando”, disse o diretor do Instituto MDT logo após a reunião.

ROTEIRO DE PARTICIPAÇÃO

0:00:10 – Abertura dos trabalhos, com Luiz Carlos Mantovani Néspoli, superintendente da Associação Nacional de Transportes Públicos (ANTP).

0:02:20 – Exposição de Rodrigo Tortoriello, secretário extraordinário de Mobilidade de Porto Alegre (RS) e presidente do Fórum Nacional, com intervenções esporádicas de Otávio Cunha, presidente da Associação Nacional das Empresas de Transportes Urbanos (NTU).

0:25:14 – Exposição de Célio Bouzada, presidente da Empresa de Transportes e Trânsito de Belo Horizonte S/A (BHTrans).

0:33:00 – Exposição de Fábio Damasceno, secretário de Mobilidade Urbana e Infraestrutura do Estado do Espírito Santo.

0:42:28 – Exposição de José Luiz Nakama, representando a Secretaria Municipal de Mobilidade e Transportes de São Paulo.

Após a exposição de Nakama, houve abertura para perguntas e intervenções rápidas dos participantes.

1:31:00 – Exposição de Jurandir Fernandes, presidente da União Internacional de Transportes Públicos (UITP), Divisão América Latina.

1:40:20 – Exposição de Sérgio Avelleda, diretor de Mobilidade Urbana do World Research Institute – WRI.

1:53:06 – Exposição de Gilberto Perre, secretário executivo da Frente Nacional de Prefeitos (FNP).

2:01:47 – Intervenção de Rodrigo Tortoriello.

2:03:35 – Exposição de Otávio Cunha, presidente da Associação Nacional das Empresas de Transportes Urbanos (NTU).

2:14:56 – Intervenção de Paulo Roberto Guimarães Júnior , secretário Municipal de Mobilidade Urbana de São José dos Campos (SP) e coordenador regional do Fórum Paulista de Secretários e Dirigentes Públicos de Mobilidade Urbana.

2:17:50 – Exposição de Ailton Brasiliense Pires, presidente da Associação Nacional de Transportes Públicos (ANTP).

2:32:00 – Intervenção de Nazareno Affonso, diretor nacional do Instituto MDT.

Voltar